segunda-feira, 20 de abril de 2009

Ataíde LEmos - Porque andei meio relapsa em relação a este blog..


Passarinho sem ninho

Nas sombras vivo um triste momento
Que me corrói e tortura
Porém, estou preso neste sentimento
Que faz da minha vida uma loucura.

Perdido me encontro da realidade
Por ter que viver uma vida pela metade
De um lado preciso da razão
Por outro, fala alto o coração.

Estou numa estrada de dois caminhos
Sinto-me perdido sem direção a seguir
Entre caminhar, parar ou desistir
Estou como passarinho sem ninho.

Ataíde Lemos

Sempre falas comigo

Na brisa mansa sinto sua presença
Nos olhos puros de uma criança
Ou num olhar distante de um ancião
Posso sentir o apelo de teu coração.

Na dor de um irmão, no tempo...
Há qualquer momento, nos acontecimentos
Você está respondendo as minhas interrogações,
Basta que perceba e Te sintas nos corações.

Falas comigo no silencio, no barulho...
Na Palavra deixada (Bíblia)...
Nas orações faladas ou cantadas...
No meu quarto ou entre meio a multidão...
Fala na fartura, na miséria...
Fala em meu oásis ou nas fortes tempestades...
No inverno ou em pleno verão...
Não deixa sem resposta meu coração.

Enfim, basta que seja sensível a Sua Voz
Que não se cala em tempo algum.


Ataíde Lemos

Esta mensagem foi enviada por ATAIDE LEMOS FELIZ PÁSCOA.


Um gesto de amor

Uma vida pode dar a muitas novas vidas
O direito de continuar a viver
Quando o egoísmo dá lugar ao amor
Quando você torna-se um doador.

Amar não são apenas palavras ao vento
Que expressam emoções, sentimentos...
Amar é ter gestos concretos em ações,
E ter um olhar de misericórdia e de compaixão.

Amar é levar a felicidade ao outro
É não se apegar naquilo não lhe faz falta.
É sentir na própria carne a dor do irmão
Vivendo uma vida em plena doação.

Ataíde Lemos

Esta mensagem foi enviada por Ataide Lemos Poeta e Escritor Perfil II.

[b]SOLO PER AMORE
Solo per amore
Il cuore soffre progetto
Chiuso gli occhi per non vedere
Tapam le orecchie e non sentire
La bocca silenzi si dice.
Solo per amore
Storm dovrebbe passare
Ritiene che il seme di germinare
Che il fiore che sembra essere morto
Will e il profumo di fiori.
Solo per amore
Gli occhi si riempiono di lacrime
Il dolore è solo un momento
La fine del sole, ma brillare.
Solo per amore
Dies è più volte
Ma tanti risorto
Perdonate l'imperdonabile
Difende l'indifendibile.
Solo per amore
Costruire castelli di sabbia
Si ritiene in illusione
L'amore è la rinuncia a destra.
ATAÍDE LEMOS

Esta mensagem foi enviada por ATAIDE LEMOS FELIZ PÁSCOA.

Um comentário:

  1. esses poemas são tudo de bom, parabéns pelos versos maravilhosos!

    ResponderExcluir

Não passe em silÊncio, deixe um oi!